Você está aqui

Corpo docente

Inteligência de Mercado

CRISTINA HELENA PINTO DE MELLO

Doutora em Economia de Empresas pela FGV/SP (2000), Global Management Education Program pela Nankai University(2010); ex-Vice Reitora Administrativa da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1999 a 2003); ex-Presidente do Conselho Gestor do Complexo Hospitalar de Sorocaba (1999 a 2001); ex-professora da Hoft Consultoria, professora universitária da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (desde 1989) e da Escola Superior de Propaganda e Marketing (desde 1999). Pró Reitora Nacional de Pesquisa e Pós Graduação Stricto Sensu da ESPM. Avaliadora de cursos para o Ministério da Educação. . Organizadora de Reestruturação Industrial e Economia: Pensamento e Ação, Autora em Integração Econômica Regional e Samuelson (coleção Economistas)

Área de interesse: Desenvolvimento e Padrões de Consumo, Aspectos Economicos (economia convencional e comportamental) do Comportamento do Consumidor

Discutir as relações existentes entre a macroeconomia do desenvolvimento econômico, o consumo agregado, a distribuição de renda e os padrões de consumo Análise do impacto nominal e real da política monetária sobre as escolhas de consumo das famílias. Como compatibilizar crescimento econômico com distribuição de renda, consumo e bem estar social em economias abertas? O método de pesquisa é o histórico, estrutural e comparativo.

Escolha racional e heurísticas associadas ao comportamento do consumidor em mercados regulares, mercados que envolvem risco e escolhas intertemporais.

Link lattes: http://lattes.cnpq.br/6805014673629900

E-mail: chmello@espm.br


EDUARDO EUGÊNIO SPERS
Eduardo Eugenio Spers held post-doctorate in Wageningen University (WUR), Netherlands, in 2011 and doctorate in business administration at the University of São Paulo in 2003. He is currently a fellow in research productivity, CNPq, level 2, professor at the master in International Business at Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) and Associate Professor at University of São Paulo, campus ESALQ. Published 73 articles in specialized journals and 230 in annals of events. Has 36 book chapters and 2 books published. Has 336 technical production items. Participated in 15 international events. He was an adviser of 13 specialization projects, 26 master theses, 17 scientific initiation and 143 graduate conclusion projects. Received 20 acknowledgements. Participated in 33 research projects and in their professional activities interacted with 142 partners. Subjects of interest: business administration with emphasis in marketing and strategic management. Key words: Consumer Behavior, Marketing, International Marketing, Marketing Strategy, Agribusiness and Retail.

Área de interesse:  Marketing e Estratégia em Agronegócios, Varejo e Franquias

Estudos sobre o conhecimento e a aplicação das técnicas estratégicas e mercadológicas para os agentes do sistema agroindustrial, franquias e varejo. Avaliação da influência do ambiente institucional e a compreensão do comportamento do consumidor individual e organizacional. Análise comparativa entre situações nacionais e internacionais. Proposição e avaliação de constructos e modelos teóricos por meio de pesquisas quantitativas e qualitativas, visando discutir a aplicabilidade desses modelos nas práticas organizacionais e de mercado. Caracterização e discussão das práticas sustentáveis desenvolvidas nesses setores.

Link lattes: http://lattes.cnpq.br/7800954800978254

E-mail: espers@espm.br


EDUARDO DE REZENDE FRANCISCO

Doutor (2010) e Mestre (2006) em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas - EAESP e possui graduação em Bacharelado em Ciência da Computação pelo Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (1999). É Professor do NDE do Curso de Sistemas de Informação (TECH) da ESPM desde 2014 e Coordenador do MBA de Big Data Aplicado ao Marketing desde 2016, onde ministra disciplinas ligadas a Geoinformação, Business Analytics, Big Data e Estatística Espacial. Foi pesquisador visitante do Departamento de Information Science da University of Otago, na Nova Zelândia. Atualmente é colunista da Revista e portal MundoGEO (coluna GEOInsights) e Consultor em Geotecnologias, Estatística Aplicada e Modelos Preditivos para Renda e Microcrédito. Tem experiência na área de modelos preditivos para Microcrédito, Marketing, Estatística Aplicada, Geoestatística, Demografia e Geotecnologias de maneira geral, com ênfase em Data Mining, atuando principalmente nos seguintes temas: Microcrédito, Geomarketing, Business Intelligence, Satisfação de Clientes e Integração de Tecnologias de Informação. É sócio-fundador e Chief Knowledge Officer da startup Meia Bandeirada (desde 2011) e sócio-fundador e responsável por Business Analytics e Estatística Espacial do GisBI, grupo de estudos e fomento da integração entre Business Intelligence e GIS (desde 2012). É membro do Conselho Curador da Fundação SEADE e também professor da FGV-EAESP.

Área de interesse:  Big Data Analytics & Data Science, Mobilidade Urbana, Informação Espacial e GeoAnálise, Modelos Preditivos de Renda e Crédito para Consumidores a partir de Dados Não-convencionais

Renda é, inexoravelmente, a principal caracterização econômica de um indivíduo, família ou domicílio. É a partir dela que se obtém dimensão importante para a vulnerabilidade social, ou para a pobreza, e para o mapeamento de potencial de consumo.

Indicadores alternativos de Renda, de poder de consumo ou de crédito, ou de mensuração da Pobreza, são incipientes, ou têm seu uso ainda restrito à comparação entre países, regiões ou municípios. Aplicações em microrregiões, distritos ou pequenas áreas censitárias ainda não são usuais, talvez pela dificuldade de operacionalização ou pela indisponibilidade de informação “alternativa” a esse nível na frequência de atualização que se necessita. Por outro lado, as empresas de serviços públicos (energia, água e esgoto e telecomunicações) possuem uma riqueza de informações que, se convenientemente utilizadas, poderiam ser apropriadas para diminuir a assimetria de informação existente no mercado de caracterização econômica e concessão de crédito, em especial de microcrédito. No contexto do Big Data Analytics, a metodologia da pesquisa consiste em se utilizar de técnicas de análise geográfica e Estatística Espacial para a manipulação de volume significativamente grande de dados.

Link lattes: http://lattes.cnpq.br/2300593583702597

E-mail: eduardo.francisco@espm.br


LUCIANA FLORÊNCIO ALMEIDA

Luciana Florêncio de Almeida is PhD in Business Economics at FEA / USP. During the 2006 fall she attended as a visiting scholar at the AgEcon department at Missouri University, participating in courses and doing research. She also holds a Master of Science in Business Administration at the Federal University of Lavras, Minas Gerais, Brazil and a BS in Business and Marketing at ESPM Business School. Her MSc. dissertation focused in the Brazilian and Canadian dairy market through a corporate strategy approach was granted for the National Council of Science and Technology (CNPq). She was former CEO of the Brazilian Coffee Exporters Council (CECAFE). Her consulting career includes Strategic Management and Marketing projects through PENSA (FEA / FIA) and Stracta Consulting, attending more than 15 applied projects in agribusiness companies. She is professor at the Master in Consumer Behavior at ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing). Her research focus is based on Agribusiness, Food, Strategy, Alliances, Long Term Relationships and Relationship Marketing.

Área de interesse:  relationship marketing, trust, customer engagement, brand attachment, word-of-mouth

A maneira como está organizada a rede de suprimentos de uma organização e seus relacionamentos com fornecedores e distribuidores interfere diretamente na qualidade dos serviços e produtos ofertados aos consumidores. Desta forma, o estudo da forma como se organizam essas relações (contratuais ou não) contribuem para determinar os fatores chaves na construção de valor para os clientes. Ainda na mesma linha de pesquisa, é possível avaliar a adoção de tecnologias para permitir a rastreabilidade da matéria prima empregada na produção de mercadorias e serviços. Ou ainda, avaliar o comportamento do consumidor frente às questões relativas a autenticidade do alimento. Muitos são os corpos teóricos que contribuem para analise destes fenômenos no mundo real, tais como: relational exchange, relationship marketing, consumer journey, customer engagement, brand attachment, quality service, customer oriented culture, word-of-mouth. 

Link lattes: http://lattes.cnpq.br/4386920978138039

E-mail: lflorencio@espm.br


MATEUS CANNIATTI PONCHIO

Doutor em Administração pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas - FGV-EAESP (2006) com Estágio Doutoral na University of Otago - Nova Zelândia (2006) e Graduado em Administração de Empresas pela FGV-EAESP (2002). Concluiu seu pós-doutorado (2016) na Georgia State University Robinson College of Business. Atualmente é professor titular da Escola Superior de Propaganda e Marketing de São Paulo (ESPM-SP) – onde é professor permanente dos programas de Mestrado e Doutorado em Gestão Internacional (PMDGI) e Mestrado Profissional em Comportamento do Consumidor (MPCC), professor da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV-EAESP) e Editor Científico da RAE - Revista de Administração de Empresas (FGV). Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Mercadologia e Finanças Comportamentais, atuando principalmente nos seguintes temas: materialismo, endividamento de consumo, vulnerabilidade de consumo e consumo consciente, comportamento do consumidor e pesquisa de mercado.

Área de interesse: Comportamento dos consumidores da base da pirâmide e bem-estar financeiro

A compreensão dos fatores que afetam o bem-estar financeiro dos indivíduos é um tópico atual e relevante nas literaturas de comportamento do consumidor, finanças comportamentais e psicologia econômica. Múltiplas causas têm sido apontadas como antecedentes do bem-estar financeiro, com destaque para a alfabetização financeira, o materialismo e a orientação temporal. Nesse sentido, propõe-se examinar as relações entre esses construtos por meio dos seguintes objetivos: a) avaliar os efeitos diretos de alfabetização financeira, materialismo e orientação temporal sobre bem-estar financeiro; b) avaliar o efeito moderador da alfabetização financeira sobre a relação entre materialismo e bem-estar financeiro; e c) avaliar o efeito moderador da alfabetização financeira sobre a relação entre orientação temporal e bem-estar financeiro. Quanto ao aspecto metodológico, serão conduzidos os trabalhos necessários para validar as escalas dos construtos de interesse no contexto de estudo; posteriormente, será conduzida uma survey de abrangência nacional com o intuito de testar as hipóteses elaboradas; por fim, serão conduzidos experimentos para analisar as relações de causalidade entre os construtos da pesquisa. São esperadas contribuições de natureza teórica, metodológica e substantiva que favorecerão a elaboração de estratégias de intervenção mais efetivas na promoção do bem-estar financeiro dos indivíduos.

Link lattes: http://lattes.cnpq.br/7557039992369545

E-mail: mponchio@espm.br

Comportamento do Consumidor

FABIO MARIANO BORGES

Atua há 25 anos com comportamento do consumidor, estudos etnográficos e consumer insights, desenvolvendo estudos acadêmicos e pesquisas de mercado. Doutor e Mestre em Sociologia do Consumo (Ciências Sociais) pela PUC/SP. MBA em Marketing pela ESPM, também graduado pela mesma instituição em Comunicação Social/Propaganda. Cursou Ciências Sociais na USP. Temas e áreas de pesquisa e estudos:  consumerismo, consumo e ativismo, história do consumidor, consumo e gênero, consumo e cidadania, consumidor responsável e consciente, tipologias de consumidor, estilos de vida e life occasion, reclamações e manifestações de insatisfação de consumidores, classes populares, mercado farmacêutico, consumo ilegal, consumo religioso. Consumer Insigths e tendências. Sociologia e Antropologia: complexidade, cibercultura, etnografia urbana, sociologia e antropologia visual, relações sexuais, ativismo, saúde e doença, religião, sociologia do cotidiano.

Especialista em métodos qualitativos, etnografia, netnografia e pesquisas de imersão.

Áreas de docência no MPCC:  Cultura e Consumo, Consumidor em Mercados Emergentes, Genealogia do Consumo, Etnografia Urbana.

Docência na graduação e no MBA: Pesquisa de Mercado, Inteligência Competitiva, Comportamento do Consumidor, Consumer Insights, Tendências, Etnografia, Consumidor da Base da Pirâmide/Nova Classe Média/Classes Populares, Segmentos de Consumo Contemporâneo.

Também docente na graduação e no MBA da ESPM,  FGV, FIA/USP, USP Ribeirão e Esalq/USP.

Ministrou curso de Pesquisa Etnográfica aplicada ao Marketing em Berlin e Madrid, de 2010 a 2012, a convite da Sanofi Aventis, para equipe de pesquisa de indústria farmacêutica.  Larga experiência na liderança de pesquisas de mercado, estudos de insights e comportamento do consumidor.

Atual Diretor Executivo da Insearch - Tendências e Estudos de Mercado, empresa especializada em consumer insights-tendências e estudos de mercado, atendendo a empresas como Twitter, Google, Carrefour, Walmart, Hypermarcas, Unilever, Honda, Samsung, Seguros Unimed, Dicico, LandRover, Itaú, Boticário, Sanofi Aventis, Roche, Pfizer, entre outras. Já atuou em pesquisa de mercado e marketing em empresas como Datafolha, Marítima Seguros, Lorenzetti, Editora Abril, Sebrae-SP (onde liderou mais de 200 projetos de pesquisa).

Participou da fundação do DataPopular em 2001, empresa especializada em pesquisas sobre classes populares, dirigindo o instituto até 2003. Especialista na aplicação de Pesquisa Etnográfica no Marketing para estudos de comportamento do consumidor, através de técnica desenvolvida para o mercado, apresentada e publicada em 2002 na ESOMAR. Realizador de mais de 10 filmes etnográficos sobre comportamento do consumidor, focando em subculturas e no cotidiano do consumidor.

Link lattes: http://lattes.cnpq.br/0909743321948836

E-mail: fborges@espm.br


GEORGE BEDINELLI ROSSI

Possui graduação em Engenharia Elétrica Modalidade Eletrônica pela Faculdade de Engenharia de São Paulo (1982), mestrado em Administração de Empresas (Sp) pela Fundação Getúlio Vargas - SP (1996) e doutorado em Administração de Empresas (Sp) pela Fundação Getúlio Vargas - SP (1999). Atualmente é professor da Universidade de São Paulo - Campus Gov. Mario Covas, e da Escola Superior de Propaganda e Marketing - ESPM no curso de Mestrado em Negócios Internacionais. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Mercadologia, atuando principalmente nos seguintes temas: internet, decisão de compra, consumidor, comportamento do consumidor e competição. Meu interesse em pesquisa é: FORMAÇAO DE ALIANÇAS ESTRATÉGICAS As principais razões para a formação de alianças estratégicas são apresentadas por várias teorias, mas, a revisão da literatura revela que as principais são: (1) A Teoria da Dependência de Recursos, segundo a qual nenhuma organização é auto-suficiente em relação aos recursos de que necessita para competir o que a impulsiona à complementação de seus recursos por meio de alianças com outras empresas, (2) a Teoria da Visão Baseada em Recursos, asseverando que a combinação dos recursos de diferentes empresas produz resultados que não seriam alcançados de forma isolada o que a motivaria a formar aliança com outra empresa e (3) a Teoria do Aprendizado Organizacional, propondo que a formação de alianças possibilita construir uma plataforma de aprendizado para a geração de novos conhecimentos possibilitando à inovação em novos mercados, em novas formas de gestão organizacional e em produtos incrementado sua capacidade competitiva. Assim, o pressuposto básico é que a aquisição de recursos por meio de alianças com outras empresas favorece a competitividade da empresa. O objetivo central desta linha de pesquisa é investigar se a necessidade de acesso a recursos internamente escassos na empresa favorece a formação de alianças estratégicas.

Área de interesse:  Comportamento do Consumidor no Ambiente Virtual

Pesquisas acerca do consumidor na Internet têm crescido internacionalmente e no Brasil; situação esta que demanda respostas para questões como: Porque compras na internet aumentam ano a ano?   Para contribuir com essa discussão realizar-se-á pesquisa teórica-empírica tendo como arcabouço teórico os conceitos: (1) Atitude frente à internet e (2) Decisão de compra. A parte empírica visa investigar e mensurar a existência de relação causal entre atitude e decisão de compra. Os dados serão obtidos por pesquisas (1) exploratória tipo grupo de foco e (2) conclusiva causal com estudantes. Usar-se-á a modelagem de equações estruturais para a análise e exame das evidências causais. As Limitações, sugestões e conclusões desta pesquisa serão expostas e discutidas. Nesta situação, o projeto envolve o aprendizado na formação de preferências e mudanças comportamentais na internet.

Link lattes:  http://lattes.cnpq.br/6837228828495794

E-mail: george@espm.br


RICARDO ZAGALLO DE CAMARGO

Ricardo Zagallo Camargo possui graduação em Comunicação Social (1989), Mestrado (2003) e Doutorado (2009), ambos em Ciências da Comunicação, pela USP. Foi Coordenador e Diretor do Centro de Altos Estudos da ESPM entre 2005 e 2016. Atua nas áreas de comunicação e administração, com foco em questões ligadas ao comportamento do consumidor, consumo, estilo de vida, cidadania, envelhecimento e sexualidade. Outros assuntos de interesse são responsabilidade social, sustentabilidade, marketing, publicidade, educação e criatividade.

Área prioritária de interesse: Estilos de vida e envelhecimento

Realiza atualmente investigação sobre estilos de vida e envelhecimento, com foco em questões ligadas à sexualidade aos espaços de convivência e consumo. Seus estudos compreendem o consumo e o comportamento do consumidor numa perspectiva sócio-histórica e utilizam como base conceitual para a noção de estilos de vida o trabalho de Pierre Bourdieu. Busca realizar e orientar pesquisas com perspectiva transformadora e ligadas a questões sociais relevantes. Atualmente orienta trabalhos ligados a: à compra de brinquedos para crianças até 6 anos; educação financeira e escolha de instituições bancárias entre aposentados do INSS; gestão de crise e percepção de marca e entre consumidores de planos de saúde; contribuição científica para o uso promocional de e-mail marketing.

Link lattes: http://lattes.cnpq.br/5541427733296949                  

E-mail: ricardo.camargo@espm.br


Suzane Strehlau

Doutora e mestre em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV - EAESP). Visiting Schollar no Groupe HEC, França. Participante do Program of International Management na Wissenschaftliche Hochschule für Unternehmensführung (WHU, Koblenz, Alemanha) e do MBA do Institut Supérieur des Affaires / Hautes Études Commerciales (ISA - HEC, Paris, França). Atuou em consultoria e na área de gerência de produtos de bens de consumo em diversas empresas nacionais e multinacionais. Os interesses de pesquisa são marcas, consumo, comportamento. Autora do livro Marketing do Luxo indicado para o prêmio Jabuti na categoria Economia e Administração. Membro do Corpo editorial do Brazilian Journal of Marketing.

Área de interesse – Bem-estar do consumidor e consumo

O Bem-estar do consumidor é a satisfação percebida de uma pessoa com todos os aspectos da sua vida, pode ser analisado pela ótica emocional, social, econômica, espiritual e política. Este projeto tem por objetivo investigar o bem-estar subjetivo do consumidor aliado ao consumo. Dentro deste tema são abordados aspectos relacionados ao consumo de produtos, ideias, serviços, locais, bem como aspectos que dificultam o acesso ao bem-estar como vulnerabilidades diversas e comportamentos desviantes como uso negligente ou errôneo de produtos, fraude, compulsão, vício, enfim o lado obscuro do consumidor. Os resultados pretendem contribuir o conhecimento do mercado por organizações e subsidiar políticas públicas.

Link lattes: http://lattes.cnpq.br/7001960538148118

E-mail: sstrehlau@espm.br


THELMA VALERIA ROCHA

É Coordenadora do Programa de Mestrado em Gestão Internacional da ESPM. É doutora em Administração com ênfase em Marketing pela FEA-USP. Mestre em Administração Mercadológica pela EAESP/ FGV com especialização emInternational Business pela Stockholm School of Economics (SSE) Suécia. Graduada em Administração pela FEA/USP e Graduada em Engenharia de Produção pela FEI. É professora da graduação e pós-graduação da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) na área de Marketing Global e Marketing de Relacionamento. Pesquisa o tema Gestão de Marketing em Multinacionais, e nos processos de internacionalização, com ênfase em: a gestão do relacionamento com clientes, a gestão dos stakeholders, a transferência de conhecimento de marketing, a gestão da inovação em marketing, o desenvolvimento de novos produtos pelos departamentos de marketing, a autonomia dos departamentos de marketing, a gestão dos 4 P s (produto, preço, praça e promoção) pelos departamentos de marketing. Autora de diversos livros na área de Marketing e diversos artigos em periódicos nacionais.

Área de interesse:Gestão de Marketing no Contexto Internacional

Este projeto visa à identificação das práticas de gestão utilizadas pelas áreas de marketing em empresas multinacionais que poderão ser utilizadas por empresas nacionais no momento da sua internacionalização. O tema inclui estudos em empresas internacionalizadas sobre: a gestão do relacionamento com clientes, a gestão dos stakeholders, a transferência de conhecimento em marketing, a gestão da inovação em marketing, a estratégia de marketing global, o desenvolvimento de novos produtos pelos departamentos de marketing, a autonomia dos departamentos de marketing, a gestão dos 4 Ps (produto, preço, praça e promoção) pelos departamentos de marketing na matriz e subsidiárias. Para cumprir este objetivo, os métodos utilizados são: estudos de caso,grounded theory e surveys. Os resultados esperados são a consolidação das teorias e o desenvolvimento de novos modelos de gestão de marketing no contexto internacional.

Link lattes: http://lattes.cnpq.br/3934915662621397

E-mail: tvrocha@espm.br


VIVIAN IARA STREHLAU

Doutora em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas - SP (2003), mestre e graduada pela mesma escola. Participou doProgramme of International Managementna London Business School. Atualmente é Coordenadora do Mestrado profissional em comportamento do consumidor e professora do Programa de Mestrado e Doutorado em Gestão Internacional da Escola Superior de Propaganda e Marketing/SP - ESPM. Eleita Representante do Brasil no Comitê Executivo doEuropean Marketing Academy.Dez anos de experiência em consultoria de marketing em empresas como Simonsen Associados e Bichuette Consultoria. Principais trabalhos na área de Imagem corporativa e satisfação de clientes em empresas como Coral Tintas e Rohm & Haas. Desenvolvimento de projeto na área de inteligência de mercado para a TAM e desenvolvimento de metodologia para avaliação de marca país para a APEX. Responsável pelo desenvolvimento e gestão do curso de pós-graduação Lato Sensu em Marketing da Universidade Presbiteriana Mackenzie ao longo de cinco anos e pelo Curso Especial de Administração da mesma instituição. Co-autora de cinco livros na área de Marketing publicados pela editora Saraiva. Diversos trabalhos apresentados e publicados em congressos no Brasil e no exterior. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Marketing. Interesses de pesquisa em comportamento do consumidor e em marketing internacional em temas como marca país, marcas globais e comportamento do consumidor em um contexto internacional.

Área de interesse:Comportamento do consumidor e o corpo

Este projeto tem por objetivo a compreensão do consumidor no tocante à sua relação com o corpo. Pretende-se desenvolver estudos nas áreas de beleza, moda e alimentação para compreender as especificidades e particularidades de diferentes grupos de consumidores. Os métodos utilizados são surveys e pesquisas qualitativas como análise de conteúdo e de discurso. Como resultado espera-se uma melhor compreensão do ser humano em relação à com o corpo e a identificação de diferenças resultantes das características individuais e sociais.

Link lattes: http://lattes.cnpq.br/8492161402371563

E-mail: vstrehlau@espm.br