Você está aqui

Corpo docente

Inteligência de Mercado

CRISTINA HELENA PINTO DE MELLO

Doutora em Economia de Empresas pela FGV/SP (2000), Global Management Education Program pela Nankai University(2010); ex-Vice Reitora Administrativa da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1999 a 2003); ex-Presidente do Conselho Gestor do Complexo Hospitalar de Sorocaba (1999 a 2001); professora universitária da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (desde 1989), da Escola Superior de Propaganda e Marketing (desde 1999), e da Hoft Consultoria. Avaliadora de cursos para o Ministério da Educação. Autora do quadro Economia sem Mistérios da TV Câmara. Organizadora de Reestruturação Industrial e Economia: Pensamento e Ação, Autora em Integração Econômica Regional e Samuelson (coleção Economistas)

Área de interesse:Desenvolvimento e Padrões de Consumo

A macroeconomia, desenvolvimentismo e o comportamento do consumo agregado com ênfase no papel dos Bancos Centrais e da política monetária no desenvolvimento econômico e no controle do poder aquisitivo da moeda internamente, externamente, ao longo do tempo e de ativos. Impacto nominal e real da política monetária. Inserção externa da economia brasileira, competição internacional, crescimento econômico, distribuição de renda e comportamento do consumidor. Como compatibilizar crescimento econômico com distribuição de renda, consumo e bem estar social em economias abertas? O método de pesquisa é o histórico, estrutural e comparativo.

Link lattes: http://lattes.cnpq.br/6805014673629900

E-mail: chmello@espm.br


EDUARDO EUGÊNIO SPERS
Eduardo Eugenio Spers held post-doctorate in Wageningen University (WUR), Netherlands, in 2011 and doctorate in business administration at the University of São Paulo in 2003. He is currently a fellow in research productivity, CNPq, level 2, professor at the master in International Business at Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) and Associate Professor at University of São Paulo, campus ESALQ. Published 73 articles in specialized journals and 230 in annals of events. Has 36 book chapters and 2 books published. Has 336 technical production items. Participated in 15 international events. He was an adviser of 13 specialization projects, 26 master theses, 17 scientific initiation and 143 graduate conclusion projects. Received 20 acknowledgements. Participated in 33 research projects and in their professional activities interacted with 142 partners. Subjects of interest: business administration with emphasis in marketing and strategic management. Key words: Consumer Behavior, Marketing, International Marketing, Marketing Strategy, Agribusiness and Retail.

Área de interesse:  Marketing e Estratégia em Agronegócios, Varejo e Franquias

Estudos sobre o conhecimento e a aplicação das técnicas estratégicas e mercadológicas para os agentes do sistema agroindustrial, franquias e varejo. Avaliação da influência do ambiente institucional e a compreensão do comportamento do consumidor individual e organizacional. Análise comparativa entre situações nacionais e internacionais. Proposição e avaliação de constructos e modelos teóricos por meio de pesquisas quantitativas e qualitativas, visando discutir a aplicabilidade desses modelos nas práticas organizacionais e de mercado. Caracterização e discussão das práticas sustentáveis desenvolvidas nesses setores.

Link lattes: http://lattes.cnpq.br/7800954800978254

E-mail: espers@espm.br


EDUARDO DE REZENDE FRANCISCO
 
Doutor (2010) e Mestre (2006) em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas - EAESP e possui graduação em Bacharelado em Ciência da Computação pelo Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (1999). É Professor Turno Completo do Departamento de Informática e Métodos Quantitativos da FGV-EAESP desde 2011 e Professor do NDE do Curso de Sistemas de Informação em Comunicação e Gestão da ESPM desde 2014, onde ministra disciplinas ligadas a Geoinformação, Business Analytics, Big Data e Estatística Espacial. Foi pesquisador visitante do Departamento de Information Science da University of Otago, na Nova Zelândia. Atualmente é colunista da Revista InfoGEO (coluna GEOInsights) e Portal de Geoinformação Mundogeo, e Consultor em Geotecnologias, Estatística Aplicada e Modelos Preditivos para Renda e Microcrédito. É coordenador de Business Intelligence do GVcepe - Centro de Estudos em Private Equity e Venture Capital da FGV. Tem experiência na área de modelos preditivos para Microcrédito, Marketing, Estatística Aplicada, Geoestatística, Demografia e Geotecnologias de maneira geral, com ênfase em Data Mining, atuando principalmente nos seguintes temas: Microcrédito, Geomarketing, Business Intelligence, Satisfação de Clientes e Integração de Tecnologias de Informação. É sócio-fundador e Chief Knowledge Officer da startup Meia Bandeirada (desde 2011) e sócio-fundador e responsável por Business Analytics e Estatística Espacial do GisBI, grupo de estudos e fomento da integração entre Business Intelligence e GIS (desde 2012).

Área de interesse:  Modelos Preditivos de Renda e Crédito para Consumidores a partir de Dados Não-convencionais

Renda é, inexoravelmente, a principal caracterização econômica de um indivíduo, família ou domicílio. É a partir dela que se obtém dimensão importante para a vulnerabilidade social, ou para a pobreza, e para o mapeamento de potencial de consumo.

Indicadores alternativos de Renda, de poder de consumo ou de crédito, ou de mensuração da Pobreza, são incipientes, ou têm seu uso ainda restrito à comparação entre países, regiões ou municípios. Aplicações em microrregiões, distritos ou pequenas áreas censitárias ainda não são usuais, talvez pela dificuldade de operacionalização ou pela indisponibilidade de informação “alternativa” a esse nível na frequência de atualização que se necessita. Por outro lado, as empresas de serviços públicos (energia, água e esgoto e telecomunicações) possuem uma riqueza de informações que, se convenientemente utilizadas, poderiam ser apropriadas para diminuir a assimetria de informação existente no mercado de caracterização econômica e concessão de crédito, em especial de microcrédito.

A metodologia da pesquisa consiste em se utilizar de técnicas de análise geográfica e Estatística Espacial em modelos preditivos e de Inteligência Analítica e Big Data para a manipulação de volume significativamente grande de dados.

Link lattes: http://lattes.cnpq.br/2300593583702597

E-mail: eduardo.francisco@espm.br


LUCIANA FLORÊNCIO ALMEIDA

Doutora em administração pela Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo e mestre em Administração pela Universidade Federal de Lavras. Sua dissertação em estratégia lhe permitiu experiência internacional por meio de pesquisa de campo em Montreal no Canadá, tendo recebido bolsa de estudo pelo CNPq. Em 2006 esteve como professor visitante no departamento de Economia Agrícola da Missouri University, EUA. Assumiu posições executivas em Gestão de Marketing e Gestão Estratégica e em 2002 ingressou em projetos de consultoria no Centro de Estudos dos Agronegócios (PENSA) da FEA/USP, atendendo empresas como BASF, Monsanto, Milenia, Cooxupé, Grupo ORSA, ABIMAQ, Inpress Novelli, BNDES, entre outras. Leciona as disciplinas de Marketing, Gestão de Negócios, Estratégia Empresarial e Agronegócios. Professora da graduação da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) desde 2003, do MBA em Gestão Empresarial da FIA e em projetos de treinamento e cursos in company. Sua experiência internacional inclui cursos na McGill University em Montreal, no Canada e na Business School da Missouri Universitiy em Columbia nos Estados Unidos. Atualmente é sócia e consultoria da STRACTA Consultoria estratégica, especializada em soluções para diferentes áreas da gestão de empresas do agronegócio.

Área de interesse:  Competição e Consumo

Estudo das estratégias competitivas de organizações rivais e o impacto na estrutura de mercado e nos hábitos de consumo. Avaliação do efeito causal do nível de competição no bem estar do consumidor nos principais mercados de bens de consumo brasileiro, principalmente no setor do agronegócio. Estudos comparativos a respeito do comportamento do consumidor frente às estratégias competitivas dos agentes econômicos e a relação com o ambiente institucional vigente em cada mercado seja nacional ou internacional. Avaliação das características idiossincráticas de cada mercado consumidor em diferentes países, à luz de uma abordagem multidisciplinar, buscando estabelecer relações causais entre sociedade, ambiente institucional e competitivo e comportamento do consumo. Pretende-se utilizar de diversos métodos de pesquisa para averiguação e proposição de hipóteses, entre eles, estudos de caso, survey e análise multivariada de dados.

Link lattes: http://lattes.cnpq.br/4386920978138039

E-mail: lflorencio@espm.br


MATEUS CANNIATTI PONCHIO

Doutor em Administração pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas - FGV-EAESP (2006) com Estágio Doutoral na University of Otago - Nova Zelândia (2006) e Graduado em Administração de Empresas pela FGV-EAESP (2002). Atualmente é professor titular da Escola Superior de Propaganda e Marketing de São Paulo (ESPM-SP), pesquisador do Núcleo de Estudos em Gestão Internacional - NEGI/ESPM, professor da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV-EAESP) e Editor Científico da RAE - Revista de Administração de Empresas (FGV). Desenvolve estudos em Comportamento do Consumidor na Base da Pirâmide. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Mercadologia, atuando principalmente nos seguintes temas: materialismo, endividamento de consumo, vulnerabilidade de consumo e consumo consciente, comportamento do consumidor e pesquisa de mercado.

Área de interesse:Comportamento dos Consumidores da Base da Pirâmide

Estudos anteriores sugerem que o consumidor materialista de baixa renda vivencia sentimentos de impotência e de exclusão em função do desnível entre suas posses e seus desejos. Tal descasamento é agravado por fatores contextuais como elevadas taxas de juros, escasso acesso a crédito e pequena disponibilidade de bens de boa qualidade e preços baixos. Para lidar com esses fatores ambientais adversos, os consumidores de baixa renda adotam estratégias de defesa visando maximizar seu bem estar. O objetivo deste projeto de pesquisa é explorar as influências das sociedades de consumo sobre o comportamento e as atitudes dos consumidores da base da pirâmide, e como essas atitudes variam internacionalmente. Combinam-se métodos de pesquisa qualitativos e quantitativos com utilização de análise de conteúdo e surveys. Espera-se aprofundar os conhecimentos acerca da influência do materialismo excessivo em índices de inadimplência de serviços financeiros; da vulnerabilidade de consumo vivenciada pelos indivíduos de baixa renda; da influência da propaganda sobre o materialismo; de efeitos da propaganda sobre os valores culturais de uma sociedade, em especial sobre valores associados à cultura consumista; e da influência de variáveis sócio-demográficas nas demais variáveis de pesquisa.

Link lattes: http://lattes.cnpq.br/7557039992369545

E-mail: mponchio@espm.br

 

Comportamento do Consumidor

FABIO MARIANO BORGES

Especialista em Consumer Insights e Comportamento do Consumidor, atua há 25 anos em pesquisa de mercado quantitativo e qualitativo, estudo de tendências e comportamento do consumidor, desenvolvendo projetos e estudos para grandes empresas e agências de propaganda. Doutorando em Sociologia do Consumo (Ciências Sociais) na PUC/SP, estudando Net Ativismo de consumidores contra empresas nas redes sociais (defesa agendada para 14/10/14). Mestre em Sociologia do Consumo (Ciências Sociais) também pela PUC/SP. MBA em Marketing pela ESPM, graduado pela mesma instituição em Comunicação Social/Propaganda. Cursou graduação em Ciências Sociais na USP. Professor de Consumer Insights, Comportamento do Consumidor, Pesquisa de Mercado, Tendências e Planejamento de Cenários, Consumidor da Nova Classe Média, Pesquisa Etnográfica aplicada ao Marketing nos cursos de graduação, pós graduação e MBA na ESPM, FIA/USP, FGV, FAAP e Business School. Orientador de TCC - Comunicação Social/Propaganda na FAAP. Conduz estudos acadêmicos sobre sociedade de consumidores, consumo e cidadania, consumo responsável e consciente, tipologias de consumidor,life occasion, reclamações e manifestações de insatisfação de consumidores. Na área de Sociologia e Antropologia, pesquisa temas relacionados ao cotidiano e à vida humana: complexidade, comportamento nas cidades/cenário urbano, sociologia visual, netnografia e etnografia em espaços urbanos, saúde e doença, religião, sociologia do cotidiano. Larga experiência e atuação no mercado empresarial e em agências de propaganda, liderando pesquisas de mercado, estudos de insights e comportamento do consumidor, pesquisas de varejo e de mídia, tanto em técnicas qualitativas e quantitativas. Atual Diretor Executivo da Insearch - Tendências e Estudos de Mercado, empresa especializada em consumer insights, estudos de tendências, comportamento do consumidor e pesquisas de mercado, através de técnicas como etnografia e design thinking, atendendo a empresas como Carrefour, Hypermarcas, Unilever, Honda, Samsung, Seguros Unimed, Dicico, LandRover, Itaú, Boticário, Eudora, Sanofi Aventis, Roche, Pfizer, Akzo, Walmart, Marisa, DM9, Talent, Africa, entre outras. Já atuou em pesquisa de mercado e marketing em empresas como Datafolha, Marítima Seguros, Lorenzeti, Editora Abril, Sebrae-SP (onde liderou mais de 200 projetos de pesquisa), Lowe Loducca, Talent, DM9, Enquete Pesquisas, Ibope. Participou da fundação do DataPopular em 2001, empresa especializada em pesquisas sobre classe média/classe C/classes populares, e dirigiu o instituto até 2003. Especialista na aplicação de Pesquisa Etnográfica no Marketing para estudos de comportamento do consumidor, através de técnica desenvolvida para o mercado, apresentada e publicada em 2002 pela ESOMAR. Realizador de mais de 10 filmes etnográficos sobre comportamento do consumidor, focando em subculturas e no cotidiano do consumidor através de convivência real. Ministrou curso de Pesquisa Etnográfica aplicada ao Marketing em Berlin e Madrid, de 2010 a 2012, a convite da Sanofi Aventis, para equipe de pesquisa de indústria farmacêutica.

Link lattes: http://lattes.cnpq.br/0909743321948836

E-mail: fborges@espm.br


 

GEORGE BEDINELLI ROSSI

Possui graduação em Engenharia Elétrica Modalidade Eletrônica pela Faculdade de Engenharia de São Paulo (1982), mestrado em Administração de Empresas (Sp) pela Fundação Getúlio Vargas - SP (1996) e doutorado em Administração de Empresas (Sp) pela Fundação Getúlio Vargas - SP (1999). Atualmente é professor da Universidade de São Paulo - Campus Gov. Mario Covas, e da Escola Superior de Propaganda e Marketing - ESPM no curso de Mestrado em Negócios Internacionais. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Mercadologia, atuando principalmente nos seguintes temas: internet, decisão de compra, consumidor, comportamento do consumidor e competição. Meu interesse em pesquisa é: FORMAÇAO DE ALIANÇAS ESTRATÉGICAS As principais razões para a formação de alianças estratégicas são apresentadas por várias teorias, mas, a revisão da literatura revela que as principais são: (1) A Teoria da Dependência de Recursos, segundo a qual nenhuma organização é auto-suficiente em relação aos recursos de que necessita para competir o que a impulsiona à complementação de seus recursos por meio de alianças com outras empresas, (2) a Teoria da Visão Baseada em Recursos, asseverando que a combinação dos recursos de diferentes empresas produz resultados que não seriam alcançados de forma isolada o que a motivaria a formar aliança com outra empresa e (3) a Teoria do Aprendizado Organizacional, propondo que a formação de alianças possibilita construir uma plataforma de aprendizado para a geração de novos conhecimentos possibilitando à inovação em novos mercados, em novas formas de gestão organizacional e em produtos incrementado sua capacidade competitiva. Assim, o pressuposto básico é que a aquisição de recursos por meio de alianças com outras empresas favorece a competitividade da empresa. O objetivo central desta linha de pesquisa é investigar se a necessidade de acesso a recursos internamente escassos na empresa favorece a formação de alianças estratégicas.

Área de interesse:  Comportamento do Consumidor no Ambiente Virtual

Pesquisas acerca do consumidor na Internet têm crescido internacionalmente e no Brasil; situação esta que demanda respostas para questões como: Porque compras na internet aumentam ano a ano?   Para contribuir com essa discussão realizar-se-á pesquisa teórica-empírica tendo como arcabouço teórico os conceitos: (1) Atitude frente à internet e (2) Decisão de compra. A parte empírica visa investigar e mensurar a existência de relação causal entre atitude e decisão de compra. Os dados serão obtidos por pesquisas (1) exploratória tipo grupo de foco e (2) conclusiva causal com estudantes. Usar-se-á a modelagem de equações estruturais para a análise e exame das evidências causais. As Limitações, sugestões e conclusões desta pesquisa serão expostas e discutidas. Nesta situação, o projeto envolve o aprendizado na formação de preferências e mudanças comportamentais na internet.

Link lattes:  http://lattes.cnpq.br/6837228828495794

E-mail: george@espm.br


RICARDO ZAGALLO DE CAMARGO

Bacharel em Comunicação Social pela Universidade de São Paulo (1989), mestrado e (2003) e doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (2009). Atualmente é Diretor do Centro de Altos Estudos da ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing). Atua na área de comunicação, com especial interesse em questões ligadas à cidadania, educação, responsabilidades socioambientais e sustentabilidade.

Área de interesse:Estilos de vida, cidadania e consumo no Brasil

Estudos de perspectiva sociológica para investigar e delinear os estilos de vida dos brasileiros tendo o consumo como corte transversal e como base conceitual a noção de estilos de vida, proposta por Bourdieu (1976) e a devita activa,proposta por Arendt (2004) e como base metodológica a sociometria de Moreno (1951), dentre outros.  Abarca questões como: os limites da cidadania exercida por meio do consumo, as lógicas de acesso a serviços públicos, o impacto de projetos sociais e programas de distribuição de renda, o papel do consumidor na cadeia produtiva, compartilhamento de direitos e lucros, sistemas de consulta e deliberação, cadeia reversa e consumo consciente, entre outros. Os procedimentos utilizados envolvem triangulação de métodos, fontes e teorias. Os resultados visam contribuir para o desenvolvimento de novas teorias e oferecer subsídios para práticas gerenciais que envolvam o consumo e acesso a serviços e produtos, organização de ações coletivas ligadas a consumo e cidadania, engajamento de consumidores em processos produtivos.

Link lattes: http://lattes.cnpq.br/5541427733296949                  

E-mail: zagallo@espm.br


THELMA VALERIA ROCHA

É Coordenadora do Programa de Mestrado em Gestão Internacional da ESPM. É doutora em Administração com ênfase em Marketing pela FEA-USP. Mestre em Administração Mercadológica pela EAESP/ FGV com especialização emInternational Business pela Stockholm School of Economics (SSE) Suécia. Graduada em Administração pela FEA/USP e Graduada em Engenharia de Produção pela FEI. É professora da graduação e pós-graduação da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) na área de Marketing Global e Marketing de Relacionamento. Pesquisa o tema Gestão de Marketing em Multinacionais, e nos processos de internacionalização, com ênfase em: a gestão do relacionamento com clientes, a gestão dos stakeholders, a transferência de conhecimento de marketing, a gestão da inovação em marketing, o desenvolvimento de novos produtos pelos departamentos de marketing, a autonomia dos departamentos de marketing, a gestão dos 4 P s (produto, preço, praça e promoção) pelos departamentos de marketing. Autora de diversos livros na área de Marketing e diversos artigos em periódicos nacionais.

Área de interesse:Gestão de Marketing no Contexto Internacional

Este projeto visa à identificação das práticas de gestão utilizadas pelas áreas de marketing em empresas multinacionais que poderão ser utilizadas por empresas nacionais no momento da sua internacionalização. O tema inclui estudos em empresas internacionalizadas sobre: a gestão do relacionamento com clientes, a gestão dos stakeholders, a transferência de conhecimento em marketing, a gestão da inovação em marketing, a estratégia de marketing global, o desenvolvimento de novos produtos pelos departamentos de marketing, a autonomia dos departamentos de marketing, a gestão dos 4 Ps (produto, preço, praça e promoção) pelos departamentos de marketing na matriz e subsidiárias. Para cumprir este objetivo, os métodos utilizados são: estudos de caso,grounded theory e surveys. Os resultados esperados são a consolidação das teorias e o desenvolvimento de novos modelos de gestão de marketing no contexto internacional.

Link lattes: http://lattes.cnpq.br/3934915662621397

E-mail: tvrocha@espm.br


VIVIAN IARA STREHLAU

Doutora em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas - SP (2003), mestre e graduada pela mesma escola. Participou doProgramme of International Managementna London Business School. Atualmente é Coordenadora do Mestrado profissional em comportamento do consumidor e professora do Programa de Mestrado e Doutorado em Gestão Internacional da Escola Superior de Propaganda e Marketing/SP - ESPM. Eleita Representante do Brasil no Comitê Executivo doEuropean Marketing Academy.Dez anos de experiência em consultoria de marketing em empresas como Simonsen Associados e Bichuette Consultoria. Principais trabalhos na área de Imagem corporativa e satisfação de clientes em empresas como Coral Tintas e Rohm & Haas. Desenvolvimento de projeto na área de inteligência de mercado para a TAM e desenvolvimento de metodologia para avaliação de marca país para a APEX. Responsável pelo desenvolvimento e gestão do curso de pós-graduação Lato Sensu em Marketing da Universidade Presbiteriana Mackenzie ao longo de cinco anos e pelo Curso Especial de Administração da mesma instituição. Co-autora de cinco livros na área de Marketing publicados pela editora Saraiva. Diversos trabalhos apresentados e publicados em congressos no Brasil e no exterior. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Marketing. Interesses de pesquisa em comportamento do consumidor e em marketing internacional em temas como marca país, marcas globais e comportamento do consumidor em um contexto internacional.

Área de interesse:Comportamento do consumidor e o corpo

Este projeto tem por objetivo a compreensão do consumidor no tocante à sua relação com o corpo. Pretende-se desenvolver estudos nas áreas de beleza, moda e alimentação para compreender as especificidades e particularidades de diferentes grupos de consumidores. Os métodos utilizados são surveys e pesquisas qualitativas como análise de conteúdo e de discurso. Como resultado espera-se uma melhor compreensão do ser humano em relação à com o corpo e a identificação de diferenças resultantes das características individuais e sociais.

Link lattes: http://lattes.cnpq.br/8492161402371563

E-mail: vstrehlau@espm.br