Você está aqui

Sobre a ESPM Social

Sobre a ESPM Social: é inteligente fazer o bem

O papel da ESPM Social não pode ser simplesmente resumido como mais um entre tantos projetos sociais de caráter filantrópico que existem. É difícil mesmo avaliar quem mais se beneficia com ele: as comunidades e organizações com as quais trabalha ou os próprios estudantes envolvidos. Afinal, se aquelas recebem o apoio dos voluntários da ESPM Social, melhorando sua qualidade de vida e de trabalho, estes têm a chance de exercer na prática o conhecimento produzido e veiculado no ambiente pedagógico da ESPM, enfrentando desafios concretos com compromisso social, crescendo profissional e pessoalmente. Recebem, assim, uma formação adicional que os transformará em profissionais diferenciados, eticamente comprometidos com uma visão mais sistêmica e uma capacidade maior de questionamento e avaliação, tomando, como futuros gestores, decisões mais conscientes de seu impacto ético e sociopolítico, além de visarem os naturais objetivos de sucesso em suas carreiras.

Nesse treinamento e capacitação diferenciados, proporcionados pela ESPM Social, até os ganhos têm tudo a ver com o conceito de coletividade: são divididos entre todos os envolvidos.

Uma história pra contar

O embrião do que viria a ser a ESPM Social surgiu no final da década de 1990, na unidade de São Paulo da ESPM, sendo iniciativa dos próprios alunos e apoiada por professores que já trabalhavam a temática da Responsabilidade Socioambiental Empresarial em sala de aula. Reconhecimento especial é devido ao prof. Ismael Rocha, grande incentivador e idealizador do que viria a ser estruturado na ESPM como uma entidade estudantil diferenciada direcionada a fomentar o espírito solidário e o comprometimento social por meio do trabalho voluntário.

Por surgir de iniciativas espontâneas, não há uma data específica para sua fundação. Um primeiro registro documental em que aparece o nome "ESPM Social" data de 2000. No ano seguinte, a entidade consolidou sua primeira parceria institucional com o Universidade Solidária (UNISOL), programa social de incentivo ao voluntariado universitário concebido e liderado pela então primeira dama Ruth Cardoso, fato considerado um marco importante em sua história.

Em 2002, por meio desta parceria (que incluiu também alunos da ESALQ-USP), a ESPM Social foi a campo pela primeira vez e partiu para as cidades de Maragogi (AL) e Belém de Maria (PE), num projeto que mesclou incentivo cultural, ações de educação e assessoria a artesãos e pequenos produtores rurais para geração de renda. (Confira aqui um vídeo elaborado pelos alunos sobre este projeto.) A repercussão do sucesso deste projeto entre os alunos na faculdade foi o fator que impulsionou de vez a ESPM Social no caminho sem volta de um projeto de voluntariado cada vez mais bem sucedido.

Nesse mesmo ano, a ESPM Social iniciou seus trabalhos de Consultoria de Marketing, Comunicação e Gestão para ONGs que desde então já envolveu mais de 700 alunos, contemplando diretamente cerca de 130 ONGs. Em novembro de 2014, o Programa Ressoar, da TV Record News (especialmente voltado para o terceiro setor), fez uma interessante matéria sobre este projeto.

Ainda como parte do programa Universidade Solidária, em 2003 aESPM Social estabeleceu parceria com o programa Universidade Cidadã (do governo do estado de São Paulo), a prefeitura de Cananéia, a Fundação Instituto de Terras do Estado de São Paulo e a Unifesp, concebendo e implementando o projeto ARIMAMAN, que beneficiou as comunidades do Ariri, Marujá e Mandira, na porção litorânea do Vale do Ribeira, em São Paulo. Esse projeto foi um dos ganhadores do VIII concurso Unisol/Banco Real naquele ano. Esta ação também gerou uma repercussão midiática de certa relevância: uma matéria veiculada em cadeia nacional no programa Repórter Eco, da TV Cultura; duas matérias no antigo Diário Paulista, da mesma emissora.

Um trabalho de integração articulando as três unidades da ESPM (Rio de Janeiro, São Paulo e Sul), realizado em 2006, foi a primeira ação integrada na área de Responsabilidade Socioambiental realizada em âmbito nacional na ESPM: trata-se da produção do vídeo que incorpora o relatório socioambiental da Unilever.

Em 2009, aESPM Social teve mais um grande reconhecimento da excelência de seus trabalhos: procurada pela área de Responsabilidade Social do Citi Bank em São Paulo, firmou uma parceria, inédita no Brasil, com a Citi Foundation. O projeto visava a formação de lideranças universitárias com consciência ética e socioambiental, por meio da promoção do desenvolvimento social, fomento à cultura e da geração de emprego e renda em comunidades de baixo IDH. Uma das ações do projeto foi realizada na cidade de Barra do Turvo, no Vale do Ribeira paulista, como mostra em detalhes o vídeo institucional produzido na época.

Esta parceria com a Citi Foundation foi um marco divisor de águas na história da ESPM Social. Com ela, houve um crescimento significativo de seu corpo de voluntários e professores envolvidos, além de um crescente apoio institucional. Consequentemente, isso trouxe aumento e melhoria no espectro de suas ações. Como decorrência, em2011, aentidade apoiou a cidade de São Luiz do Paraitinga a desenvolver um plano estratégico de reposicionamento do turismo como atividade econômica sistêmica naquele município.

Hoje, a ESPM Social conta com cerca de 65 voluntários semestrais envolvidos diretamente na gestão e na condução dos projetos da entidade.

Entre as Instituições de Ensino Superior que preparam profissionais especificamente para o meio empresarial, podemos dizer, com muito orgulho, que somos pioneiros no processo pedagógico de avançar, de maneira estruturada e com apoio institucional, da dimensão do debate para a da ação, construindo uma experiência consistente e consolidada de incentivo ao voluntariado acadêmico nesse nicho específico do mercado universitário na área de Responsabilidade Socioambiental Empresarial.

Nosso olhar

Tendo como norte o slogan "Competência no marketing, consciência na cidadania", a ESPM Social segue sua trilha de ações utilizando como ferramentas o conhecimento em comunicação, marketing, gestão e negócios, buscando melhorar os indicadores sociais, ambientais, pedagógicos e culturais.

Nossos objetivos estratégicos

Consoante com as mais modernas metodologias ativas de ensino-aprendizagem, incentivando a aplicação do conhecimento trabalhado em sala de aula para a promoção social, ao mesmo tempo em que permite ao aluno levar para a sala de aula problemas e desafios enfrentados nas ações concretas do voluntariado, ao longo de toda a sua história, a ESPM Social vem procurando consolidar quatro grandes objetivos que norteiam suas linhas de ação. São eles:

1) Desenvolvimento Comunitário: alteração da realidade.

Possibilitar que o aluno seja um agente transformador por meio do conhecimento trabalhado na ESPM, contribuindo diretamente para promoção social.

2) Didático Pedagógico: pedagogia consciente.

Inserir o aluno no contexto real das discussões sobre Responsabilidade Socioambiental e Ética Empresariais para que ele conheça a necessidade do realizar consciente e de como os conceitos debatidos em aula impactam diretamente na sociedade. Proporcionar aos envolvidos, por meio desse processo de imersão, um aprendizado palpável e o amadurecimento da consciência de cidadania, ética e responsabilidade corporativa.

3) Institucional: mobilização e difusão de valores.

Envolver membros da comunidade interna (professores, funcionários, terceirizados) em ações solidárias para que todos possam refletir sobre e buscar a prática da ética corporativa, da responsabilidade socioambiental e da sustentabilidade.

4) Acadêmico: produção de conhecimento.

Transformar esta experiência na produção de reflexões sistemáticas sobre o papel que empresas e empresários têm na transformação social, sobre qual o papel de uma Instituição de Ensino Superior na formação de futuros executivos com mentalidade socialmente comprometida, além de todos os assuntos relacionados à ética, responsabilidade socioambiental, geração de renda e melhoria dos indicadores sociais. Estimular a incorporação de disciplinas relacionadas à Ética Corporativa e Responsabilidade Socioambiental na grade curricular nos vários cursos da ESPM.

Nossas linhas de ação

a) Consultoria para ONGs de pequeno e médio porte:

Entendendo a importância das Organizações do Terceiro Setor como aliadas do Estado na solução dos graves problemas sociais que vivem o país, a ESPM Social procura contribuir para a melhoria de sua gestão e posicionamento para que possam cumprir com mais eficácia seus objetivos na promoção social. Isso é feito por meio de uma análise minuciosa da sua estrutura organizacional e apresentação de um Plano de Ação para orientar sua gestão e seu desenvolvimento melhorando a qualidade do serviço prestado.

b) Trabalho em comunidades de baixo IDH:

A ESPM Social elabora projetos de intervenção direta em comunidades de baixo IDH para desenvolvimento de ações que, utilizando ferramentas de Marketing, Gestão e Comunicação, visem geração de riqueza e renda, além da melhoria da imagem do município/comunidade por meio de estratégias de comunicação. Para isso, a ESPM Social sempre conta com o apoio de entidades locais (sobretudo ONGs e o setor público) que localizam pequenas atividades econômicas já existentes, mas que precisam se desenvolver e serem inseridas no mercado de forma apropriada, por meio da estruturação do negócio, capacitação de seus agentes, e elaboração de um plano adequado para a comercialização de produtos e serviços, além de gestão dos processos de comunicação.

c) Projetos Internos de mobilização e capacitação:

Um outro aspecto importante nos trabalhos da ESPM SOCIAL é a conscientização e sensibilização do público interno da ESPM (professores, funcionários e, sobretudo, alunos) para as questões socioambientais. Para isso, desenvolve alguns ações chamadas “pontuais” de caráter aparentemente filantrópico (como  Doação de Sangue, Páscoa Solidária, Trote Solidário, Dia da Criança, Dia Mundial Sem Carro etc.) e que, além de ganhos sociais específicos, trazem também ganhos pedagógicos aos envolvidos.

d) Produção de Conhecimento:

Com o propósito de difundir e refletir sobre as contribuições teóricas desta rica experiência e seus desdobramentos na formação de futuros executivos, algumas ações da ESPM Social tiveram seus impactos analisados e transformados em casos para análise, artigos apresentados em congressos científicos, e até uma tese de doutorado (Unicamp). Nosso intuito é oferecer uma contribuição no debate sobre Ética Empresarial, Responsabilidade Socioambiental e Sustentabilidade (tanto no universo corporativo quanto pedagócio-acadêmico), além de pensar o papel e a importância do trabalho voluntário como instrumento pedagógico diferenciado na construção do aluno transformador e na consolidação de uma formação universitária mais comprometida com a realidade.