Você está aqui

Responsabilidade Socioambiental

Como geralmente enfatiza o prof. José Roberto Whitaker Penteado, há mais de 60 anos, a fundação da ESPM se constituiu como uma ação de Responsabilidade Social, ainda que na época esse termo não fosse utilizado. Segundo é bem conhecido, tanto no meio acadêmico quanto no publicitário, foi a partir de uma exposição realizada no Museu de Arte de São Paulo (MASP), em 1950, que surgiu a ideia de um curso de propaganda, logo transformado em Escola por Rodolfo Lima Martensen e aprovado por Assis Chateaubriand em 1951. Os professores que, inicialmente, ministravam as aulas eram profissionais reconhecidos do mercado publicitário que, após o expediente de trabalho, doavam parte de seu tempo para a Escola. É dessa maneira que surge o embrião do que viria a ser a ESPM, que foi registrada como uma Associação sem fins lucrativos, estatuto que ainda hoje ela mantém. 

Foi nesse quadro que, na unidade da ESPM, em São Paulo, no fim da década de 1990, um grupo de estudantes, aproveitando as discussões que ocupavam parte importante do cenário empresarial no mundo e no Brasil, trouxe para o ambiente pedagógico da Instituição a discussão sobre Ética Empresarial e Responsabilidade Social (posteriormente, transformados no conceito de Responsabilidade Socioambiental e Sustentabilidade). Logo, esses estudantes encontraram ecos em alguns professores, em particular no prof. Ismael Rocha Jr. que, mesmo após a saída deles para o mercado, deu prosseguimento a essas iniciativas, encorajando outros tantos a seguirem pelo mesmo caminho. Para além do que se discutia na sala de aula, havia o desejo de fazer mais, concretamente. Nasce, assim, a ESPM Social-SP. Enquanto o mundo acadêmico, na esfera dos negócios, limitava-se a debater e a refletir sobre esses temas, a ESPM-SP dava um importante passo no seu projeto pedagógico, incentivando alunos a se envolverem como voluntários (e, o mais importante, na sua esfera de atuação - Publicidade, Administração, Marketing etc.) em causas ambientais e socialmente responsáveis. Hoje, a ESPM Social-SP possui um efetivo que varia de65 a70 voluntários por semestre, que dedicam de12 a16 horas semanais de seu tempo, de forma profissional e estruturada, para o desenvolvimento de vários projetos em 4 linhas de atuação: a) Consultoria de Marketing, Gestão e Comunicação para o terceiro setor; b) Projetos Internos de Mobilização de voluntariado; c) Geração de Renda em comunidades de baixo IDH e d) Estrutura Organizacional da entidade.

Prontamente, esse espírito também se propagou para as unidades do Rio de Janeiro e do Sul da ESPM, fazendo surgir aí também, para além das reflexões que já eram feitas, ações que tenham a Responsabilidade Socioambiental e a Sustentabilidade como epicentros temáticos.

A ESPM-Sul busca estimular o espírito de solidariedade, a disseminação e o desenvolvimento social, privilegiando a diversidade e a diminuição da desigualdade. Em especial, por meio do diálogo, procura promover a inclusão e a reflexão da temática de responsabilidade social, tanto internamente, com a comunidade acadêmica (alunos, professores e funcionários), quanto externamente, envolvendo a sociedade  como um todo. Assim, a Área de Responsabilidade Socioambiental da ESPM-Sul tem como objetivo planejar ações relacionadas às temáticas sociais e ambientais da Instituição, além de dar suporte e assessoramento a toda a Escola no que diz respeito tanto ao desenvolvimento de projetos próprios quanto ao apoio às demais áreas. A base dos projetos é a parceria que, de forma estratégica, faça a diferença. Dessa forma, a Área atua, principalmente, nos seguintes focos: educação, solidariedade, inclusão social e digital e meio ambiente. Os principais projetos são o Programa Caminhos da Gestão Escolar com pós-graduação em Gestão Escolar, Geração de Conteúdo, Relacionamento com o Mercado e a Academia e Relatório de Responsabilidade Social, assim como as juniores Hub Social, do curso de Jornalismo e o NUVE. Dessa forma, procura  beneficiar, internamente, a comunidade da ESPM, e, externamente, a sociedade. O resultado desse trabalho é a disseminação de multiplicadores, como empreendedores sociais em toda a Instituição. Com isso, pensar e agir de forma comprometida e socialmente responsável cada vez mais faz parte do dia a dia da Escola e do DNA da marca ESPM.

A ESPM-Rio, ao reforçar seu papel educacional de formação profissional de qualidade, fundou, em 2004, o núcleo de atuação social: a ESPM Social-Rio. Trabalhando em parceria com representantes do terceiro setor e do setor privado, que atuem comprometidos com responsabilidade social e sustentabilidade, a ESPM Social-Rio pretende expandir as experiências dos estudantes no curso de sua formação e contribuir de forma ética e profissional. Nosso objetivo é ampliar a visão de responsabilidade e contribuição cidadã no exercício profissional dos estudantes e colaboradores da própria ESPM como instituição de ensino, percebendo, também, as demandas do mercado, na forma de exigências e de oportunidades de atuação, em relação ao setor social. Consideramos que as áreas de formação da Escola são fundamentais na ação e inovação social, assim, desejamos propiciar aos estudantes, colaboradores, professores e stakeholders experiências de parcerias que os conscientizem sobre as questões da responsabilidade social e do terceiro setor, reconhecendo nesses campos de reflexão e atuação profissional, voluntária ou não, para aqueles que se formam em publicidade, administração, design e jornalismo, relações internacionais e nas demais áreas de especialização e extensão.

Seguindo sua vocação simbolicamente desde o seu nascedouro, a ESPM vem assumindo cada vez mais seu compromisso com a ética e a cidadania na formação de seus profissionais. Voltados para o mercado sim, porque é o seu propósito; buscando ganhos financeiros e sucesso profissional sim, porque esse é o objetivo daqueles que buscam seus cursos. Mas por meio do estímulo à consciência de suas responsabilidades como profissionais e cidadãos e, sobretudo, com ética.

Nos banners abaixo, podem ser acessados os links para as várias ações e para os projetos de Responsabilidade Socioambiental e Sustentabilidade que a ESPM mantém e encoraja nas suas três unidades. Acesse e conheça.